Breadcrumbs

Brinquedos Tóxicos

Escolher um brinquedo seguro & sexy

Os brinquedos sexuais podem ser uma grande adição à tua vida sexual, mas só porque algo está à venda, isso não significa que seja seguro. Eis o que tomar em conta:

1. Material: Os brinquedos podem ser feitos de diferentes materiais, que incluem madeira, cristal, acrílico e látex. No entanto, alguns plásticos contêm algumas substâncias chamadas ftalatos. Apesar das pesquisas ainda estarem em fases iniciais, os ftalatos já foram associados a desordens reprodutivas e alguns cancros*. Joga pelo seguro ao escolher um brinquedo sem ftalatos. O silicone é um material ótimo, que aquece à temperatura do corpo e é seguro. Se tiveres um brinquedo antigo que achas que pode ter ftalatos mas que adoras, usa um preservativo no brinquedo para te proteger de quaisquer químicos tóxicos.

2. Forma: Apesar dos brinquedos existirem em muitas formas diferentes, de fálico a "novelty", assegura-te que serve bem o propósito. Procura na embalagem por avisos, tais como “apenas para uso externo” e segue as indicações de acordo. Brinquedos retos podem ser sugados e é uma visita ao hospital que podes bem passar sem.

3. Tamanho: Mini-vibradores são desenhados para uso externo, portanto, não os insiras, pois poderão ficar presos dentro de ti. Se vais inserir um vibrador ou um dildo, assegura-te que tens sítio suficiente para agarrá-lo bem. Por outro lado, se achares que o brinquedo é demasiado grande, não te pressiones para o usar. Tentar superar os teus limites pode levar a hematomas, escoriações e a um desconforto geral. Maior nem sempre é melhor.

Joga pelo seguro ao escolher um brinquedo sem phthalates.