Breadcrumbs

Fácil de chegar, fácil de vir

Questões sobre orgasmo para ela

Hollywood tende a descrever o orgasmo como fácil, mútuo e simultâneo. Na realidade, muitas mulheres debatem-se para chegar ao clímax com os seus parceiros; enquanto outras acham que eles vêm “muito cedo”. O orgasmo é complicado mas quanto mais conheceres, mais fácil será de acontecer. Algumas questões comuns incluem o seguinte.

1. Falta de orgasmo: Isso pode ter causas físicas ou psicológicas - ou pode ser apenas por falta de preliminares. Algumas mulheres acham que é difícil ficarem devidamente lubrificadas. Outras falta-lhes desejo. Esta pode ser a forma do teu corpo dizer que não estás realmente pronta para relações sexuais com o teu parceiro. Também pode ser a resposta a posições sexuais traumáticas, ou diversas condições físicas. Se apenas acontece ocasionalmente, não te preocupes - é perfeitamente normal. No entanto, se isso acontecer regularmente, consulta o teu médico para seres examinada.

2. Vaginismo: Esta é uma condição que faz com que a vagina aperte de tal forma que a penetração é dolorosa ou mesmo impossível. Mais uma vez, pode haver causas físicas ou psicológicas. No entanto, existem inúmeros maneiras de as tratar portanto consulta o teu médico: não há nada para te envergonhares e quanto mais depressa abordares o problema, mais rapidamente é provável que o mesmo seja resolvido.

3. Excesso de humidade/orgasmo: Algumas mulheres sentem que vêm muito cedo e/ou ficam demasiado húmidas durante os preliminares, ou durante o sexo, o que pode levar à falta de atrito e prazer sexual. Ir até à casa de banho para secar pode ajudar, no entanto, se estás a planear em ter relações sexuais, deixa algum do teu lubrificante natural, pois o mesmo existe para facilitar o caminho. Fazer exercícios kegel vai ajudar a tonificar os músculos, de modo a que possas apertá-los durante o ato sexual, o que deve ajudar ambos a sentirem ainda mais.

4. Sensibilidade do clítoris: Algumas mulheres acham que o seu clítoris é demasiado sensível para ser tocado (e a maioria das mulheres terá alguma sensibilidade no clítoris depois do orgasmo). No entanto, usando posições de entrada traseiras como a posição “de quatro” e optando por uma estimulação clitoriana indireta ou lambendo os lábios vaginais mas não o clítoris, pode ajudar a evitar este problema doloroso. Lembra-te que a dor é um sinal de alerta do teu corpo, por isso, se é frequente, o melhor é consultar um médico para algumas análises. Melhor prevenir do que remediar.

A dor é um sinal de alerta do teu corpo, por isso, se é frequente, o melhor é consultar um médico para algumas análises.