Breadcrumbs

Liberta-te!

Lidar com bagagem emocional e sexual

Quase toda a gente tem algum tipo de bagagem mas não interessa o que aconteceu no passado, tu controlas o teu futuro. Ao lidar com a tua bagagem, tirarás um peso de cima dos teus ombros. Eis alguns das questões mais comuns.

1. Compromissofobia: Talvez até tenhas tido uma “marca” nos teus relacionamentos quando estavas a crescer, e aprendeste que o amor pode ser prejudicial. Talvez até tenhas tido um coração partido e isso fez-te sentir que o amor não merece a dor. Não há nenhuma necessidade de estar numa relação – muitas pessoas são felizes solteiras – mas se muitas vezes costumas atirar-te de cabeça e recuas assim que o amor é recíproco, ou se simplesmente saltas de pessoa em pessoa sem te envolveres emocionalmente, os teus problemas podem ser mais prejudiciais para ti do que para os outros. Não existe nenhuma fórmula mágica mas examinar o teu passado para padrões em relacionamentos e confirmar se te fizeram feliz pode ajudar a encontrares um rumo diferente. Não te pressiones demasiado para entrares num relacionamento se não estiveres pronto mas tenta separar emoções genuínas de padrões negativos conhecidos. Se não estás preparado para amar, sê honesto com o teu parceiro ou parceira. No entanto, se é só uma relação física que procuras, lembra-te, é sempre importante estar seguro.

2. Problemas de abandono: O divórcio é muito comum hoje em dia, e é apenas umas das coisas que pode despoletar sentimentos de abandono. Isso pode levar a seres controlador, ficar co-dependente de relacionamentos e, ironicamente afastar as pessoas que amas só para mostrar que os teus medos têm fundamento. Aprende a amar-te e é muito mais provável que tenhas um feliz e saudável relacionamento.

3. Auto-sabotagem: Se não te sentires merecedor de amar, é fácil sabotar a tua vida apenas porque não te achas merecedor de ser feliz. A dependência da bebida, drogas e sexo prejudicial (tal como, sexo com pessoas que não estão disponíveis) pode indicar que não te dás valor. Os parceiros têm a tendência de espelhar o que sentimos sobre nós mesmo, portanto, auto-aversão pode levar a relacionamentos muito negativos.

A bagagem vem em diferentes formas e não precisas de ter vergonha ao procurar ajuda para a tirar de cima. Se achares difícil fazê-lo sozinho, aconselhamento profissional pode ajudar, assim como a ajuda de amigos que te apoiem ou familiares. Sê honesto contigo mesmo, toma responsabilidade pelos teus padrões comportamentais que tens repetido (o que não significa que as coisas más que te tenham acontecido sejam culpa tua, mas optar estar numa situação má pode ser um indicador da tua auto-estima) e acima de tudo, ama-te. Faz coisas que adores, cuida do teu corpo e da tua auto-estima, e quem sabe um “feliz para sempre” possa acontecer.

Os parceiros têm a tendência de espelhar o que sentimos sobre nós mesmo, portanto, auto-aversão pode levar a relacionamentos muito negativos.