Breadcrumbs

Não deixes para ele

Contraceção para Ela

Teres cuidado com a tua própria contraceção permite-te manter controlo sobre a tua saúde, e fundamentalmente, sobre o teu corpo. Significa tomar uma posição relativamente à disseminação de DST's e à gravidez, e para que possas escolher exatamente quando queres fazer sexo, e quando estás mais confortável com isso. Inquéritos[1] mostram que apenas 49% dos inquiridos acham que "é importante ser responsável pela própria contraceção", e um em cada cinco até acreditam que estar preparado com um preservativo "é responsabilidade do homem". Conhecer todas as alternativas pode evitar que esteja tudo dependente dele. Por isso...

O que Existe?

Existe uma longa lista de potenciais contracetivos [2] que te permitem escolher, dependendo daquilo que gostas. Os tipos de contraceção mais populares são os preservativos (tanto masculinos como femininos), a pílula e implantes. Existem outros, mas estes ou podem ser permanentes ou menos conhecidos, por isso fala com o teu médico para saberes os potenciais benefícios de cada um e o que pode ser melhor para ti.

Específicos para Mulheres

A Pílula

Provavelmente um dos contracetivos mais conhecidos, a pílula contracetiva, ou apenas "a pílula", existe há várias décadas, e permitiu às mulheres poderem controlar a sua saúde sexual pela primeira vez - o que acabou por levar ao "Verão do Amor". Funciona a nível hormonal, impedindo que os ovários libertem óvulos, dificultando também que os espermatozoides alcancem os óvulos. Como funcionam com hormonas é melhor falares com um médico acerca de que tipo de pílula é melhor para ti, pois existe uma grande variedade, e muitas questões para responder. Mesmo sendo eficaz contra a gravidez, não previne DST's. Juntar ao uso do preservativo pode ser uma maneira eficaz de prevenir ambos.

O Implante Contracetivo

Relativamente novo, um implante funciona como a pílula, mas é um tubo que é inserido no teu braço. Pode durar até três anos, e impede a libertação de óvulos pelos ovários. Tal como a pílula, o implante não protege contra DST's, mas é eficaz a evitar a gravidez. Tem também a vantagem de não ter que ser tomado oralmente todos os dias. Basta uma colocação. Fala com o teu médico acerca dos tipos de contraceção que existem, e podes mesmo saber se o teu sistema nacional de saúde cobre os custos.

Preservativos Femininos

Os preservativos femininos são colocados dentro da vagina, e funcionam da mesma forma que os preservativos masculinos. São feitos de um plástico fino e suave chamado poliuretano. São 95% eficazes se usados corretamente [3]. Os preservativos normalmente não têm boa fama mas são uma boa escolha entre outros tipos de contracetivos, e protegem das DST's e da gravidez. Todas as formas de contraceção devem ser uma escolha pessoal, mas não excluas nenhuma sem a experimentares primeiro, ou falares sobre isso. Tomar estas decisões devem sempre começar com uma conversa com o teu parceiro.

A Tua Própria Proteção

À tua medida, dominares os dois tipos de contraceção, e a sua disponibilidade, é essencial para o teu próprio sentido de autonomia, e de potencial prazer no que toca ao sexo. Ao deixares o teu parceiro escolher, ou levar, contracetivos, sem falarem sobre qual será o melhor pode ter um impacto negativo na vossa relação, e na confiança que tens no que toca a sexo seguro. Um ótimo sexo com um contracetivo escolhido pode permitir que te libertes, e dá-te paz de espírito que pode ajudar a aumentar a paixão.

 

[1] www.reports.mintel.com/sinatra/oxygen/brochure/id=637671
[2] www.nhs.uk/conditions/contraception-guide/pages/how-effective-contraception.aspx
[3] www.nhs.uk/Conditions/contraception-guide/Pages/female-condoms.aspx