Explora-Orgasmos

EXPLORA-ORGASMOS…

A educadora sexual Alix Fox e o Dr. Adam Kay discutem os diferentes tipos de orgasmo feminino que são teoricamente possíveis e as formas de brincar que podem ajudar-te a experienciá-los.

Alguma vez ouviste falar num orgasmo misto? Não, não tem nada a ver com tostas!

É um dos vários tipos de orgasmo que alguns especialistas acreditam que as mulheres podem ter. Cada um é atingido ao estimular áreas distintas do corpo de maneiras particulares, e muitas mulheres afirmam que os diferentes tipos de orgasmo são sentidos de maneira diferente também.

"A comunidade médica ainda está a investigar os caminhos neurais envolvidos no orgasmo, mas acreditamos que a estimulação em diferentes zonas corporais pode enviar diferentes tipos de sinais para o cérebro", explica o Dr. Adam Kay.

"No entanto estes resultados são controversos" contínua. "São causa de debate constante - por assim dizer."

O que sabemos com toda a certeza é que não há mal nenhum em investigares cada tipo de orgasmo por ti mesma, para que possas descobrir as melhores maneiras de o atingir. O que quer que possa ou não estar acontecer cientificamente, se te sentes bem, então é porque é bom.

Veste a tua bata de laboratório - é hora de começar a experiência...

EXPLORA: ORGASMOS CLITORIANOS

Qual a teoria?

O clitóris é aquele ponto clássico que deves apertar e esfregar caso estejas atrás de um orgasmo. Na verdade, alguns estudos sugerem que 94% das mulheres precisam de estimulação clitoriana para atingirem o orgasmo.*

Qual a ciência?

"Pode parecer pequeno, e metade dos homens do país podem ter apenas uma vaga ideia de onde ele se situa, mas o clitóris é crucial para o prazer sexual feminino - tem mais de 8000 extremidades nervosas, o dobro de um pénis ", afirma o Dr. Kay. "E podes ficar surpreendida ao ouvir que o clitóris mede cerca de 9 centímetros de comprimento - embora esteja todo, com exceção de alguns milímetros, localizado abaixo da superfície do corpo, como um iceberg sensual".

O que posso tentar fazer para saber se este orgasmo me faz sorrir?

  • O clitóris é a parte do corpo para a qual o gel Durex Intense Orgasmic foi projetado para funcionar como magia! Massaja inicialmente com apenas 2-3 gotas, e adiciona mais se precisares. Vais notar uns calafrios, sensação de formigueiro ou até calor, que vão fazer com que a sensação dos dedos, dos brinquedos, ou da fricção de um corpo contra o teu seja mais intensa.
  • Vale a pena saber que muitas mulheres consideram que é difícil de lidar com o contato direto com o clitóris, que é tão sensível que pode ser quase doloroso. Tocar apenas no topo do capuz do clitóris pode ser mais confortável.
  • Vibrações no clitóris podem fornecer o que é necessário para aumentar o fluxo sanguíneo nos órgãos genitais e despertar as milhares de extremidades nervosas, que podem levar a um orgasmo extraordinário. Tenta segurar ou mover um vibrador contra a área do clitóris, ou leva o teu parceiro a usar anel peniano Durex Intense Orgasmic Vibrations, posicionando-o em cima do seu pénis para que ele pressione o teu clitóris enquanto está dentro de ti.

EXPLORA: ORGASMOS DO PONTO G

Qual a teoria?

O ponto G está localizado, supostamente, 3 a 5cm dentro da vagina, na parede da frente (que dá para o teu umbigo, não para a tua coluna vertebral). Algumas mulheres dizem que têm um pedaço de tecido do tamanho de uma tampa de garrafa de leite, que é mais áspero do que a carne à volta, especialmente quando estão excitadas.

Brincar com esta zona pode fazer-te sentir maravilhosa, e algumas juram que pode provocar um orgasmo. Uma pequena minoria de mulheres diz até que estimular o ponto G pode induzir a "ejaculação feminina": um súbito esguichar de líquido da área vaginal.

Alguns sexólogos acreditam que esfregar este ponto pode realmente estimular uma parte interna do clitóris, como mencionado pelo Dr. Kay acima.

Qual a ciência?

De acordo com o Dr. Kay, "Se não encontras o teu ponto G - não entre em pânico, uma vez que pode não existir: uma série de estudos lançaram dúvidas sobre a sua verdadeira estrutura anatómica. Ninguém contesta que esta área da vagina pode ser muito sensível para algumas mulheres, mas toda a gente é diferente por dentro e toda a gente sente as coisas de maneira diferente. Por isso, deves experimentar e desfrutar de tudo o que funciona contigo sem enfatizar o que é "normal".

Quanto à ejaculação feminina, ele diz: "Os médicos discordam sobre o que o líquido possa ser: alguns pensam que é um fluido produzido por uma estrutura chamada de glândulas de Skene; outros pensam que é simplesmente urina; Outros afirmam que é uma mistura."

Nós dizemos: isso interessa, se realmente te faz sentir bem?

O que posso tentar fazer para saber se este orgasmo me faz sorrir?

  • O ponto G pode ser difícil de encontrar sozinha. Tenta explorar com um vibrador, ou pede ao teu parceiro para usar os dedos e esfregar a área com movimentos circulares, ou acariciar repetidamente.
  • Durante a relação sexual, a posição de "canzana" pode ajudar a atingir o ponto G, especialmente se a mulher mantiver a cabeça erguida e baixar as suas costas, empurrando a barriga para o chão.
  • Pressionar para baixo a zona púbica - a área redonda onde os teus pelos púbicos começam a crescer - pode ajudar a colocar pressão no ponto G a partir do exterior enquanto tens um brinquedo ou pénis no interior.

EXPLORA: ORGASMOS MISTOS

Qual a teoria?

Um orgasmo misto pode resultar através da estimulação dupla do clitóris e do ponto G. Para este tipo de orgasmo, mais é mais!

Qual a ciência?

É uma mistura do que o Dr. Kay já disse! A ideia é estimular o maior número de nervos possíveis, para um orgasmo que te faz sentir de forma inexplicável e grandiosa.

O que posso tentar fazer para saber se este orgasmo me faz sorrir?

  • Os vibradores “coelho” foram construídos para fundir a estimulação interna com a externa, por isso deves tentar passar algum tempo com um coelhinho, querida!
  • Durante o sexo a dois, experimenta uma posição em que estejas por cima para lhe dar acesso total ao teu clitóris. Ele pode provocá-lo com seus dedos ou com um vibrador, enquanto te inclinas para trás para direcionares o pénis para a parede frontal da tua vagina.

EXPLORA: ORGASMOS MÚLTIPLOS

Qual a teoria?

Vamos ser honestos: se és uma mulher que tem muita dificuldade em atingir o orgasmo durante o sexo - ou se tens muita dificuldade em atingir o orgasmo de todas as formas - saberes que algumas mulheres têm a sorte de poder ter vários seguidos pode ser desanimador. Isso não é facilmente alcançável por ninguém, por isso não te sintas em baixo se ainda não experienciaste orgasmos múltiplos.

Mantem uma mente aberta, porque é 100% possível para as mulheres desfrutarem de uma sequência de orgasmos num curto espaço de tempo - têm uma vantagem biológica sobre os homens que permite que isso aconteça.

Qual a ciência?

"A evolução é a culpada pelos orgasmos múltiplos nos homens serem uma raridade", explica o Dr. Kay. "É preciso tempo para a formação de novos espermatozoides após uma ejaculação, o corpo masculino produz uma hormona chamado prolactina, que dá aos homens um período de paragem antes que possam voltar a ter um orgasmo novamente. As mulheres não produzem prolactina praticamente nenhuma, de modo que o seu 'período refratário' - o tempo que precisam entre orgasmos - é praticamente nulo".

O que posso tentar fazer para saber se este orgasmo me faz sorrir?

  • Se estás a planear uma longa sessão de sexo ou de masturbação, manter o lubrificante à mão pode ajudar a evitar dor ou fricção! Opções à base de água como o Durex Play Original adaptam-se a todos os tipos de pele.
  • Praticar exercícios de Kegel pode ajudar a colocar vários gemidos no menu, mas as mulheres multiorgásmicas costumam dizer que a chave para desbloquear mais do que um orgasmo é a atitude. Uma vez que tens o teu primeiro orgasmo, não desligues mentalmente e assume que queres continuar a brincar mais tempo; tenta manter-te presente e excitada. Só precisas acreditar para conseguir!
  • É normal que os órgãos genitais se sintam hipersensíveis após um orgasmo, e podes não querer ser tocada novamente de imediato. Brinca com teus seios por um momento para manteres o sentimento de erotismo, e então depois volta às partes baixas para tentar uma segunda rodada, quando for mais fácil de gerir.

 

*Questionário de escolha múltipla a 1,500 homens e mulheres adultos com idades entre os 16-64 sexualmente ativos. Compilado em 2016 pela agência de pesquisa de consumidores Ginger Comms.”

Alix Fox

Alix Fox é uma jornalista premiada, locutora de rádio e educadora sexual. Apresenta o podcast sobre sexo do The Guardian -“Close Encounters”; é conselheira sexual residente no programa de televisão Modern Mann; e é consultora de sexo e relacionamentos na Durex. Podes encontrar artigos da Alix em publicações como Marie Claire, Glamour, Cosmo, LOOK, Time Out, Vogue, The Independent e muito mais, e colabora frequentemente com a Brook, um programa de caridade que trata a saúde sexual. Acredita fervorosamente que as conversas sobre sexo devem ser abertas e honestas e acha que todos deveriam ter acesso a informação fiável ​​que os ajude a tornarem-se pessoas mais livres, saudáveis ​​e sexualmente felizes.